Categorias
Mais comentários

Produtos relacionados

Bateria Trojan 249Ah C100 solar monoblock

Características do produto

De grande capacidade e preparada para o uso em energia solar.
Código del producto: da1523

Características:

- Medidas: 380 x 176 x 374 mm.
- Peso: 58 Kg.
- Voltagem: 12V.
- Marca: Trojan.
- Fabricadas com tecnologia de electrólito líquido de ciclo profundo.
- Tipo de bateria: Ácido aberto.
- Requerem manutenção estacional com água destilada.
- Capacidade de carga em C100: 249Ah.
- Capacidade de carga em C10: 207Ah.
- Terminais de cobre T6 que garantem o melhor contacto possível e eliminam a necessidade de terminais de bateria.
- Fabricadas de acordo com a certificação ISO 9002 e cumprindo as normativas CE e UL.
- Recipiente de material ABS resistente ao fogo.
- Garantia de 2 anos.

As baterias Trojan solar monoblock são desenhadas para o uso em instalações solares onde hajam contínuos ciclos de carga e descarga profunda e onde não se utilizem electrodomésticos ou aparelhos eléctricos com motor. Neste caso, é preferível o uso de baterias AGM que suportam melhor os picos de arranque dos motores sem que a sua vida útil seja afectada.

A tecnologia de fabrico da Trojan permitiu fabricar grelhas DuraGrid com maior resistência e de maior grossura, o que permite que as baterias tenham uma vida mais longa e uma melhor eficiência de carga para que estas se carreguem rapidamente.

 

 

 

 

As baterias de uso mais habitual numa instalação solar são as baterias solares monobloco, as AGM e as de gel. Estas baterias são de 12V pelo que se podem usar de modo individual em instalações solares que funcionem a 12V. Porém para ser usadas em sistemas a 24V, será necessário combinar as baterias entre si até que seja conseguida a voltagem e capacidade de carga necessárias.

As baterias podem ser ligadas entre si, formando três tipos diferentes de conexão:

 

Conexão em paralelo:

A conexão em paralelo é utilizada para ligar entre si baterias em instalações a 12V. Para isso conectam-se entre si todos os polos positivos e, por outro lado, todos os polos negativos. Os cabos positivo e negativo daqui resultante, ligam-se ao regulador nas entradas positiva e negativa respectivamente.

A ligação em paralelo serve para multiplicar a capacidade da bateria enquanto a voltagem (12V) se mantem constante.

Por exemplo, se se dispõe de 2 baterias de 250Ah de capacidade cada e 12 voltes: ao serem conectadas em paralelo obtém-se uma bateria total de 500Ah de capacidade e de 12V.


Conexão em série:

A conecção em série realiza-se quando se querem utilizar baterias de 12V para armazenar a energia de instalações de 24V. Através desta conexão, mantem-se a capacidade da bateria mas multiplica-se a voltagem, passando de 12 a 24V.
Por exemplo, a conexão em série de 2 baterias AGM de 250Ah de capacidade e 12V dará como resultado uma bateria total de 250Ah de capacidade e de 24V.

Para realizar este tipo de conexão deve-se unir o polo positivo de uma das baterias com o polo negativo da outra.

Os polos restantes servirão de ponto de ligação dos cabos positivo e negativo e provêm do regulador da carga. (Ver imagem).


Conexão mista em série e paralelo:

Este tipo de conexão é realizada em instalações a 24V onde se queiram conectar mais de 2 baterias de cada vez. Nesta caso, devem-se colocar baterias sempre de dois em dois (para obter a voltagem de 24V). Quer isto dizer, em números pares: 2, 4, 6 e 8. Não se recomenda conectar entre si mais do que 8 baterias de 12V, já que pode prejudicar a instalação por causa das perdas de rendimento.

Por exemplo, imaginemos que temos 4 baterias AGM de 250Ah e 12V cada. Em primeiro lugar, procede-se à realização da ligação em série entra a primeira bateria e a segunda (ou seja, entre o polo positivo de uma e o polo negativo da outra), e entre a terceira e a quarta. Assim obtemos dois grupos de baterias de 250Ah de capacidade e 24V de tensão cada. O passo seguinte será conectar em paralelo um grupo com o outro. Para isto ligam-se entre si os polos positivos dos dois grupos e, por outro lado, os polos negativos; resultando uma ligação como a que se pode ver na imagem à esquerda. Desta forma obtemos como resultado uma bateria total de 500Ah de capacidade e 24V.

Atenção: Nunca se devem conectar entre si os polos positivo e negativo de uma mesma bateria. Isto pode produzir um curto-circuito e um dano irreparável na bateria. Também não se podem ligar entre si várias baterias em círculo, pelo mesmo motivo. Em caso de dúvida, consultar a Damia Solar.

 

 

Os cabos mais importantes de uma instalação solar são aqueles que se utilizam para ligar as baterias entre si e o que liga a bateria ao inversor. Estes cabos devem ser suficientemente grossos para suportar sem problemas uma demanda de energia forte a partir de alguma das fontes de consumo ligadas à instalação solar.

Para fazer a ligação entre baterias deve-se utilizar sempre o cabo eléctrico de 50 mm2 de secção. Para ligar a bateria ao conversor o cabo recomendado será o de 25 ou 35 mm2 de secção. 

 


 
 
Necessita de um kit solar à sua medida? Nós fazemos-lhe um personalizado:
 
Se nenhum kit da Damia Solar cumprir com as suas necessidades de consumo eléctrico, preencha o seguinte formulário e iremos realizar um orçamento à medida, sem qualquer compromisso, para a sua instalação solar na sua casa, casa de campo, quinta, etc.. Com pré-instalação Monta Fácil gratuita! O seu kit solar personalizado e fiável que cumpre as suas necessidades durantes muitos anos:  

 

 

 


Precisa de mais informações? Contate com um técnico de Damia Solar:

*Nome
*E-mail
*Telefone
*Comentário
*Código de validação
AntiRobotsAntiRobotsAntiRobotsAntiRobots


Conselhos para fazer a sua própria instalação solar

COMO SABER O NÍVEL DE CARGA DE UMA BATERIA SOLAR SEGUNDO A SUA VOLTAGEM:

Sabia que…? Uma bateria solar indicará uma voltagem determinada segundo o nível de carga em que se encontre a cada momento. Isto é muito útil para conhecer exactamente a sua percentagem de carga. Para tal, é necessário observá-la em repouso, ou seja, pelo menos uma hora depois de se desligarem as cargas (quer seja dos painéis ou de uma fonte externa como um grupo electrógeno). A hora ideal é pela noite, quando já não há sol e quando as placas não geram electricidade. Deve fazer-se assim, já que enquanto as baterias recebem corrente a sua voltagem estará a distorcer os valores que não serão os reais.
A seguinte relação voltagem/nível de carga funciona para todo o tipo de baterias solares, quer sejam solares monoblock, AGM, gel ou baterias estacionárias:


NÍVEL DE CARGA DA BATERIA NUMA INSTALAÇÃO SOLAR A 12V

Bateria a 100% (totalmente carregada) = 12,7 V (volts)
Bateria a 75% = 12,5 V
Bateria a 50% = 12,2 V
Bateria a 30% = 12 V
Bateria descarregada = 11,6 V


NÍVEL DE CARGA DA BATERIA NUMA INSTALAÇÃO SOLAR A 24V

Bateria a 100% (totalmente carregada) = 25,4 V (volts)
Bateria a 75% = 25 V
Bateria a 50% = 24,4 V
Bateria a 30% = 24 V
Bateria descarregada = 23,2 V


NÍVEL DE CARGA DA BATERIA NUMA INSTALAÇÃO SOLAR A 48V

Bateria a 100% (totalmente carregada) = 50,8 V (volts)
Bateria a 75% = 50 V
Bateria a 50% = 48,8 V
Bateria a 30% = 48 V
Bateria descarregada = 46,4 V

Conselho 11

▶ Ver todos os conselhos